jump to navigation

Dexter junho 26, 2008

Posted by Guino in Filmes, Vídeos.
Tags:
add a comment

Dexter é um seriado baseado no livro Darkly Dreaming Dexter, que conta a história de Dexter Morgan, um serial killer que trabalha como analista forense especialista em padrões de dispersão de sangue.

A série ótima, além de o roteiro ser muito bem amarrado, o que me chamou a atenção é como os diferentes elementos do seriado contribuem para o processo de identificação, a narração em off e os flashbacks são muito úteis, pois o espectador acaba por torcer para o personagem (que tem uma moral bem particular). A fotografia é outro ponto positivo, fora a estética que agrada, ela contribui bastante para o andamento da história. Além disso, Dexter é recheado de referências, começando pelos nomes dos episódios, reparem nos nomes dos episódios 3 e 5 da segunda temporada referências aos filmes “Uma verdade inconveniente” e ”Sexo, mentiras e vídeotapes” (vencedor da palma de ouro em Cannes em 1990).

Resumindo: Baixem porque vale muito à pena

Seguem as duas temporadas para download:

Episódio 1 – Dexter
Episódio 2 – Crocodile
Episodio 3 – The Popping Cherry

Episodio 4 – Let’s Give the Boy a Hand
Episodio 5 – Love American Style
Episodio 6 – Return to Sender
Episodio 7 – Circle of Friends
Episodio 8 – Shrink Wrap
Episodio 9 – Father Knows Best
Episodio 10 – Seeing Red
Episodio 11 – Truth Be Told
Episodio 12 – Born Free – Season Finale

Episodio 1 – It’s Alive!
Episodio 2 – Waiting to Exhale
Episodio 3 – An Inconvenient Lie
Episodio 4 – See Through
Episodio 5 – The Dark Defender
Episodio 6 – Dex, Lies, and Videotape
Episodio 7 – That Night, A Forest Grew
Episodio 8 – Morning Comes
Episodio 9 – Resistance Is Futile
Episodio 10 – There’s Something About Harry
Episodio 11 – Left Turn Ahead
Episodio 12 – The British Invasion

Anúncios

Baranga junho 21, 2008

Posted by Guino in Filmes.
Tags: , ,
1 comment so far

[por Guino]

Mucho Macho era a alegria das minhas quintas, era com certeza o melhor programa da MTV, infelizmente saiu da programação para dar lugar àquele programa idiota do Mion e do Cazé que não tem graça nenhuma (pior é que eu sou fã dos dois, como podem fazer um programa sem graça com dois caras muito engraçados?). A maior revelação do Mucho Macho foi João Brasil com seu hit “Baranga”, a letra é genial, engraçada e machista, uma inspiração para os sábados à noite, além disso, eu tirei no violão e quero que as pessoas saibam cantar, por isso estou postando aqui.

Baranga
Cheia de marra
Cintura de ovo
Pega quem quiser, mas tem que chegar

É só chegar na night e ver ‘qualé’ da situação
Mulherada muito doida já dançando até o chão
O cheiro de álcool já se espalha no salão
Já vejo a galera se pegando

Pode chegar, cinturar, a guerra começou
Guerreiro que é guerreiro, faz zig zig za a
Não tô nem aí pro que os outros vão achar
Se a baranga me der mole eu pego ‘mermo’

Agora vem, me diz, quem é mais feliz
Barangueiro que se preze, sempre pede bis
Vou partir pra dentro sem perdão
Da mulher mais sinistra que se encontra dançando nessa pista

Baranga,
Cheia de marra,
Cintura de ovo
Pega quem quiser, mas tem que chegar

É baranguinha gostosinha, quentinha
É baranguinha gordinha que me alegra demais (3x)
É baranguinha gostosinha que me alegra demais!

Ela é muito feminina
Parece uma empadinha
Nunca te apurrinha
E perde a linha demais

Baranga,
Cheia de marra,
Cintura de ovo
Pega quem quiser, mas tem que chegar

Ta aí a letra, decorem aí que é só sucesso.

“Most of us inhabit at least two worlds:” junho 4, 2008

Posted by Nuno Jovem in Alô Terra!, Animações, Filmes, Vídeos.
Tags: , , , , , , , , , , ,
3 comments

[por Nuno Jovem]

Acabo de ver The Maxx por completo e só digo uma coisa: “olá tudo bem como vai” e “A SÉRIE É GENIAL”. Fuckin’ awesome, man. Há muito o que poderia ser dito sobre a série, a semiótica presente que brinca constantemente com sua própria autenticidade, as dúvidas inevitáveis, as morais da história, entre outras coisas.

O fato é que uns dias atrás o Guino me mostrara na casa dele um desenho “muuito bom, cara! do caralho!” que o irmão dele baixou por aí. Colocado o play, lá estava a gente assistindo os 2 primeiros episódios de THE MAXX e, cara, 20 minutos passaram como 5. A série simplesmente te envolve. O clima noir, o visual, os movimentos de câmera, os personagens, os acontecimentos, o nonsense que (bitch!) FAZ SENTIDO, e, claro, the Maxx.
Tá, sua amiga Julie Winters é mais interessante, se é que me entende.

Dissera no dia o jovem Guino que a série passou uma vez no extinto canal playboy Locomotion, e é verdade, é sim senhor. Porém, antes, ou melhor, originalmente, passou na MTV num antigo bloco que tinha nos anos 90: Oddities, onde passavam mini-séries de animações adultas. O desenho, de Sam Keith, é a versão animada da série de HQ criada por ele mesmo.

É uma das melhores metáforas que já vi durante minha existência até então sobre a luta que todos nós temos que encarar com as adversidades internas e externas que surgem ao longo de nossas vidas. E o melhor, é que The Maxx conduz tudo de um jeito bem único e cheio de referências, analogias e subversões. Um baita prato para Freud, Jung, seus amigos, e os derivados de hoje.

Abaixo, links para TODOS os episódios, já legendados em português:

Episódios 1 e 2 (86 mb)

Episódios 3 e 4 (100 mb)

Episódios 5 e 6 (86 mb)

Episódios 7 e 8 (98 mb)

Episódios 9 e 10 (89 mb)

Episódio 11 (84 mb)

Episódios 12 e 13 (86 mb)

Os 10 maiores fracassos do cinema junho 1, 2008

Posted by Guino in Filmes.
add a comment

[por Guino]

Desses aí eu só vi “A Reconquista” que é um lixo mesmo.

Link para o post.

A Dama de Shangai maio 31, 2008

Posted by Guino in Filmes.
add a comment

[por Guino]

Cheguei todo empolgado em casa pra ver esse “noir” do Orson Wells, mas desempolguei rápido. O filme tem todos os elementos do gênero, a “femme fatale”, o “tough guy”, narração em off, uma trama interessante…mas a interpretação,(como diria o saudoso Galvão Bueno) amiiiiiiiigo, constrange a ponto de gargalhar, e têm uma porrada de close ups o que estraga mais ainda. O pior é que a história é ótima (era uma grande oportunidade de fazer um filmasso), e não adianta falar que constrange porque o filme é antigo, pois Cidadão Kane não é assim e foi filmado seis anos antes. Fica aí a não dica: A Dama de Shangai é o lançamento…pela janela(rá!) da semana.